Segunda, 02 de Agosto de 2021 11:56
Política Polêmica

Prefeito de Itajubá descumpre Minas Consciente e libera bares após a meia-noite

Na decisão, o prefeito de Itajubá revogou artigo de decreto que proibia abertura de estabelecimentos após a meia-noite

08/07/2021 18h04 Atualizada há 2 semanas
128
Por: Redação
Decisão do prefeito de Itajubá descumpre determinação do Minas Consciente (Foto: Agência Brasil)
Decisão do prefeito de Itajubá descumpre determinação do Minas Consciente (Foto: Agência Brasil)

O prefeito de Itajubá, Christian Gonçalves (DEM), revogou no último sábado (3) o artigo do decreto que delimita o atendimento presencial em bares e restaurantes de Itajubá até à meia-noite. Com isso, esses estabelecimentos poderão ter atendimento ao público sem limite de horário. 

A medida vai contra o Programa Minas Consciente. Desde o dia 1º de julho, o atendimento presencial nesses locais havia sido liberado após às 19h, mas somente até a meia-noite. 

Em um decreto publicado no dia 16 de abril, que dispõe sobre a adoção e o avanço para a Onda Vermelha do Plano Minas Consciente em Itajubá, o artigo 5º, revogado pelo prefeito, regulamentava os atendimentos em bares e similares.

Na decisão, o artigo estipulava que o horário de funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes e similares, restrito, para atendimento presencial, estava restrito somente entre o período de 5h até 24h. 

O Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar a situação da pandemia em Minas Gerais, já havia avançado Itajubá para a Onda Vermelha menos restritiva. Com a decisão, academias, clubes e salões de beleza poderiam funcionar após 19h, mas com uma nova restrição.

Na época, a prefeitura divulgou, em seu perfil oficial, a nova determinação do Minas Consciente. “Em acordo com a Onda Vermelha, em cenário favorável, academias e salões de beleza poderão utilizar o horário de atendimento convencional. Bares e Restaurantes terão o funcionamento até às 00h de forma presencial, também respeitando as medidas restritivas e de segurança devido à pandemia”, dizia.

A nova decisão vai contra a deliberação do Governo de Minas Gerais, e permite que estabelecimentos não tenham limite de horário. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias