Segunda, 02 de Agosto de 2021 11:37
Política Liberação

Câmara Municipal aprova funcionamento de escolas na pandemia em Itajubá

Medida foi aprovada mesmo com a liberação das escolas pelo programa Minas Consciente

18/07/2021 22h10 Atualizada há 2 semanas
305
Por: Redação
Vereadores liberam escolas na pandemia na cidade (Foto: Câmara Municipal)
Vereadores liberam escolas na pandemia na cidade (Foto: Câmara Municipal)

A Câmara Municipal de Itajubá aprovou, por nove votos a um, o projeto de lei do vereador Robson Vaz (PSDB) que torna as escolas particulares serviços essenciais durante a pandemia de covid-19. A iniciativa tem como objetivo liberar as atividades escolares presenciais durante as fases mais restritivas do programa Minas Consciente, como na Onda Roxa. 

O único voto contrário foi de Andressa Dayani (PT). Desde que avançou para a Onda Vermelha menos restritiva do programa Minas Consciente, após a alta de casos de covid-19 em março, as escolas particulares puderam voltar a funcionar em Itajubá. Mesmo aprovado, o texto coloca em prática a liberação e o protocolo de retorno às atividades já desenvolvido pela prefeitura. 

Segundo o vereador, a retomada é importante para a educação das crianças, que podem ser afetadas pelo afastamento da escola. Ele afirma, ainda, que a taxa de evolução da doença para formas graves nesse grupo é baixa.

“Em relação às crianças, temos uma menor incidência e menor gravidade da covid-19. A hospitalização na faixa etária pediátrica responde a aproximadamente 2% do total de admissões hospitalares pela covid-19, rara e eventualmente pode haver ocorrência de síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica”, diz. 

O texto depende da sanção do prefeito Christian Gonçalves (DEM) para começar a valer. Entretanto, escolas particulares estão liberadas para funcionar em Itajubá desde 5 de julho, e as instituições de ensino públicas retomarão de forma gradativa as atividades presenciais.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias