Quinta, 18 de Julho de 2024 08:55
Geral Crime

PCMG cumpre novos mandados contra suspeitos de cobrar propina para suspender multas

Ação faz parte da segunda fase de operação onde ex-secretário de Defesa Social foi preso suspeito de cobrar propina pra cancelar multas

28/09/2021 10h37 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
Operação da Polícia Civil cumpre mandados em Itajubá (Foto: Divulgação)
Operação da Polícia Civil cumpre mandados em Itajubá (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil realizou, na manhã desta terça-feira (28), a segunda fase da Operação Sentido Obrigatório e cumpriu seis mandados de busca e apreensão e um de prisão em Itajubá. O foco da operação foram pessoas, inclusive servidores públicos, ligadas ao ex-secretário de Defesa Social que supostamente realizava um esquema para baixas de multas de trânsito na Junta Administrativa de Recursos de Intepostos (JARI).

Durante o cumprimento dos mandados, três armas de fogo, celulares e documentos foram apreendidos. Na segunda fase da Operação Sentido Obrigatório, uma das pessoas identificadas e que teve a prisão decretada, realizava a captação de interessados para a baixa de multas e repassava ao ex-secretário, que analisava a viabilidade da realização do esquema e combinava o valor a ser cobrado.

Além das pessoas que foram alvo da operação, a investigação identificou ao menos outros 50 envolvidos que realizaram a mesma prática, ou seja, efetuaram o pagamento para a baixa de multas. Todas as pessoas identificadas serão intimadas para prestar esclarecimentos. As investigações da Operação Sentido Obrigatório continuam.

Operação Sentido Obrigatório

Em abril deste ano, a operação Sentido Obrigatório cumpriu 16 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária nas cidades de Itajubá, Maria da Fé e Belo Horizonte.

Entre os presos na época, estava o ex-secretário de Defesa Social da gestão do ex-prefeito Rodrigo Riera (MDB) e diretor no setor de trânsito de gestão, na administração Christian Gonçalves (DEM), Wilson Everton Ferreira de Faria.

Farias foi exonerado em maio, após processo administrativo da prefeitura. A operação da Polícia Civil também investigou crimes de corrupção ativa e passiva para a compra da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Segundo a Polícia Civil, entre os presos estavam dois proprietários de autoescolas, um de Itajubá e outro de Belo Horizonte, e um instrutor de autoescola.

Alguns dos responsáveis pela venda de habilitações na cidade foram integrantes da JARI. De acordo com a investigação, eles negociavam a baixa de multas mediante pagamento de dinheiro.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Paulo, SP
Atualizado às 08h16
16°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 24°

16° Sensação
2.06 km/h Vento
85% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (19/07)

Mín. 15° Máx. 24°

Tempo limpo
Amanhã (20/07)

Mín. 14° Máx. 23°

Tempo limpo
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias