Segunda, 01 de Março de 2021 13:38
Geral Pandemia

Itajubá encerra 2020 com um total de 76 óbitos e mais de 2 mil casos de covid-19

Ao todo, a cidade registrou 2.001 casos de pessoas infectadas

01/01/2021 04h05 Atualizada há 2 meses
540
Por: Redação
Itajubá teve 2.001 pessoas infectadas pelo novo coronavírus em 2020 (Foto: Agência Brasil)
Itajubá teve 2.001 pessoas infectadas pelo novo coronavírus em 2020 (Foto: Agência Brasil)

Números divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde da prefeitura de Itajubá mostram que a cidade encerrou o ano de 2020 ultrapassando a marca de 2 mil casos de covid-19. Ao todo, 2.001 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus no município e 76 óbitos foram registrados, com dois novos registros em apenas um dia.

Segundo a prefeitura, os pacientes tinham 60 e 43 anos. O primeiro tinha comorbidades, enquanto que o segundo não tinha doenças crônicas. O local onde eles estavam internados não foi divulgado.

Nove pessoas testaram positivo para a doença em apenas um dia na cidade, segundo informações do boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (31). O número de pessoas em tratamento saltou de 34 para 37.

Desse total, 33 pacientes estão em tratamento domiciliar e outros quatro estão internados em hospitais. A cidade também registrou um novo óbito por suspeita da doença. Outras duas mortes continuam em investigação.

Itajubá é a terceira cidade do Sul de Minas com mais mortes pela covid-19, com 76 óbitos. Em primeiro lugar, está Poços de Caldas, com 83 mortes por complicações da doença e, em segundo, Pouso Alegre, com 80 registros. 

Conforme a prefeitura, 510 pessoas foram liberadas para casa, apesar de apresentarem quadro suspeito da doença, mas a Secretaria de Saúde não informa quantas delas passaram ou não por exames. Segundo a prefeitura, 9.993 testes foram realizados nas redes pública e privada de saúde em Itajubá. 

A prefeitura orienta que pacientes com sintomas leves de gripe permaneçam em casa tomando os devidos cuidados como repouso, boa alimentação e hidratação. Se além desses sintomas houver falta de ar, dificuldade de engolir, dor de garganta ou febre, a pessoa deve procurar pela unidade de saúde do bairro para receber o atendimento médico adequado.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias