Sábado, 06 de Março de 2021 05:31
Política Itajubá

Sem aderir à Onda Vermelha, prefeitura tenta educar comerciantes na pandemia

Prefeito e vice se encontraram com representantes do comércio para pedir maior cuidado contra a covid-19

10/01/2021 02h07 Atualizada há 2 meses
1.178
Por: Redação
Reunião foi realizada entre prefeito, vice, Guarda Municipal e representantes do comércio (Foto: Prefeitura Municipal)
Reunião foi realizada entre prefeito, vice, Guarda Municipal e representantes do comércio (Foto: Prefeitura Municipal)

A Secretaria Municipal de Saúde da prefeitura de Itajubá se reuniu neste sábado (9) com representantes do comércio da cidade para conscientizá-los sobre a necessidade de se prevenirem contra a covid-19.

A medida foi tomada após a cidade não seguir o decreto do Governo de Minas Gerais que rebaixou o Sul de Minas para a Onda Vermelha do programa Minas Consciente. A decisão do governo, publicada na quinta-feira (7), coloca a região no patamar mais rígido do processo de flexibilização do comércio.

A iniciativa foi tomada devido ao aumento de casos de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus ao longo dos últimos dias. Apesar da crise, a prefeitura de Itajubá manteve a cidade na Onda Verde, permitindo o funcionamento de todos os estabelecimentos.

Sem cumprir a deliberação do estado, a secretaria tenta reeducar os empresários para conscientizá-los a evitarem aglomerações e a redobrarem os cuidados diante do risco de contaminação. Itajubá se aproxima de 2.200 casos e chega a 80 óbitos confirmados pelo novo coronavírus, nesta que já é considerada a segunda onda de contaminações.

Segundo a prefeitura, apesar de a cidade permanecer na Onda Verde, houve a necessidade de se reforçar as medidas de prevenção à doença. Na reunião, também participaram o prefeito, Christian Gonçalves (DEM), o vice-prefeito e secretário de Saúde, Nilo Baracho (Republicanos) e a Guarda Municipal. 

No encontro, o prefeito reafirmou a importância da utilização da máscara e do respeito ao distanciamento social. Durante sua fala, Christian pediu união e apoio das entidades representativas para que todos os empresários tomem um maior cuidado contra o novo coronavírus.

“Temos que tomar os cuidados agora para não precisarmos viver novamente um lockdown como aconteceu no início da pandemia. Vimos como foi traumático para a nossa cidade. Como município que aderiu ao Minas Consciente, estamos sujeitos à decisão do Comitê Extraordinário Covid-19 que é quem define qual comércio continuará aberto, de acordo com a onda”, disse.

O prefeito afirmou ainda que, caso os comerciantes não colaborem com as medidas de prevenção, a cidade pode ir para a fase mais restritiva do programa Minas Consciente. "Se nós não tomarmos os cuidados necessários para frear este aumento, em poucos dias a taxa de ocupação hospitalar pode atingir um nível crítico e, com isso, regredirmos para a onda vermelha, onde só os comércios essenciais funcionam”, alertou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias