Sábado, 06 de Março de 2021 04:15
Geral Alerta

Com 87% dos leitos de UTI ocupados, Itajubá deve liberar aglomeração em bares

Presidente da Câmara anunciou que prefeito Christian Gonçalves (DEM) irá liberar atividades proibidas em meio à pandemia

03/02/2021 23h14 Atualizada há 3 semanas
639
Por: Redação
Itajubá tem 87% dos leitos de UTI ocupados, aponta SES-MG; prefeitura deve liberar aglomeração em bares e restaurantes (Foto: Agência Brasil)
Itajubá tem 87% dos leitos de UTI ocupados, aponta SES-MG; prefeitura deve liberar aglomeração em bares e restaurantes (Foto: Agência Brasil)

No mesmo dia em que números da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) apontaram que Itajubá atingiu a marca de 87% dos leitos de UTI ocupados, o presidente da Câmara Municipal, Robson Vaz (PSDB), anunciou que a prefeitura irá suspender a restrição de algumas atividades em bares e restaurantes que tinham sido proibidas, no final do ano passado, por provocarem aglomeração.

Segundo a SES-MG, dos 87% dos leitos de UTI ocupados nos dois hospitais de Itajubá, a proporção ocupada por pacientes com o novo coronavírus chega a 44%.

Ainda conforme os dados divulgados nesta quarta-feira (3), em todo o Sul de Minas, o índice dessas vagas ocupadas é de 72%, sendo a proporção para pessoas com covid-19 de 35%. 

O índice é um recorde em toda a pandemia em Itajubá. Até então, o índice mais alto com relação às vagas de terapia intensiva tinha sido registrado em junho do ano passado, quando a cidade atingiu 78%. A situação só não é pior quando comparada com a taxa de ocupação de leitos clínicos.

A ocupação nos leitos de enfermaria em Itajubá está em 46%, de acordo com o Governo de Minas. A proporção utilizada por pacientes de covid-19 é de apenas 0,69%. No Sul de Minas, esse índice é de 50%, sendo que apenas 8% são para pessoas com o novo coronavírus. 

O índice chama a atenção por ter sido divulgado no mesmo momento em que a prefeitura sinaliza liberar atividades como transmissão de jogos e shows ao vivo em bares e restaurantes da cidade. Essas atividades tinham sido proibidas em 28 de dezembro por meio de decreto do ex-prefeito Rodrigo Riera (MDB), que tinha como objetivo coibir a aglomeração de pessoas nesses estabelecimentos.

Segundo o vereador Robson Vaz (PSDB), o prefeito Christian Gonçalves (DEM) anunciou a medida que deve começar a valer nesta quinta-feira (4), e que foi tomada ignorando o índice alarmante apresentado pela SES-MG. O pedido de flexibilização já tinha sido feito pelo vereador Markinhu Meireles (PSD) na sessão ordinária da Câmara na última segunda-feira (1º).

"Após reunião com alguns representantes do comércio, do sindicato de bares e restaurantes e artistas, realizada na tarde desta quarta-feira, a decisão foi tomada num compromisso mútuo de responsabilidade de cumprir e fiscalizar para que as exigências sanitárias sejam respeitadas”, disse o parlamentar em suas redes sociais. 

Com a possível liberação, ficarão permitidas atividades como transmissão de jogos, utilização de mesas de sinuca, parques infantis, música ao vivo, som mecânico e outras atividades que pudessem provocar aglomeração de pessoas. Também deverão ser liberadas festas em repúblicas com qualquer quantidade de participantes e a realização de eventos com vendas de ingressos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias