Sábado, 06 de Março de 2021 05:17
Geral Pandemia

Com 503 casos em um único dia, Itajubá vive disparada de registros suspeitos de covid-19

Número indica quantidade de pessoas que apresentaram sintomas gripais, mas que não confirmaram diagnóstico

18/02/2021 19h45 Atualizada há 2 semanas
1.893
Por: Redação
Itajubá é a segunda cidade do Sul de Minas com mais óbitos pelo novo coronavírus (Foto: Agência Brasil)
Itajubá é a segunda cidade do Sul de Minas com mais óbitos pelo novo coronavírus (Foto: Agência Brasil)

Números divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde da prefeitura de Itajubá nesta quarta-feira (17) apontam que a cidade teve uma disparada no número de casos suspeitos de covid-19. Em um único dia, o município teve 503 registros de síndrome gripal, que é quando o paciente pode ou não estar infectado, e deve realizar o teste para confirmação ou não da infecção pelo coronavírus.

Ao todo, 1.280 apresentaram quadro suspeito da doença. Entretanto, a prefeitura não informa quantos desses pacientes realizaram exames para o diagnóstico.

No boletim epidemiológico divulgado no dia anterior , terça-feira (16), o número de pessoas com sintomas, mas sem diagnóstico, era de 777 conforme a Secretaria Municipal de Saúde.

Também nesta quarta (17), Itajubá registrou, em um único dia, 56 novos casos confirmados de covid-19. É o maior número de registros diários em toda a pandemia. O maior índice, até então, era em 19 de janeiro, quando o município teve 55 casos em um dia.

O número de infectados saltou de 3.141 para 3.197. A cidade registrou ainda um novo óbito por suspeita da doença. A prefeitura não informou a idade da vítima nem onde a pessoa estava internada. 

A cidade tem 105 óbitos e é a segunda do Sul de Minas com mais mortes pela covid-19, atrás apenas de Poços de Caldas, com 123 registros. Em terceiro está Pouso Alegre, que foi ultrapassada por Itajubá, com 99 óbitos. 

Em Itajubá, 3.022 pessoas já são consideradas recuperadas e outras 70 seguem em tratamento contra a covid-19, sendo que 57 estão em casa e outras 13 em tratamento hospitalar.

Conforme a Secretaria de Saúde, 1.280 pessoas foram liberadas para casa, apesar de apresentarem quadro suspeito da doença, mas a prefeitura não informa quantas delas passaram ou não por exames. A secretaria informou ainda que 14.198 testes foram realizados nas redes pública e privada de saúde.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias