Quarta, 21 de Abril de 2021 01:51
Geral Minas Consciente

Mesmo à beira do colapso, prefeitura de Itajubá ignora Onda Roxa

Itajubá continua na Onda Vermelha de programa de flexibilização, segundo determinação da prefeitura

12/03/2021 10h10 Atualizada há 1 mês
685
Por: Redação
Taxa de ocupação em leitos de UTI aponta inchaço no sistema de saúde em Itajubá (Foto: Divulgação)
Taxa de ocupação em leitos de UTI aponta inchaço no sistema de saúde em Itajubá (Foto: Divulgação)

A prefeitura de Itajubá decidiu manter a cidade na Onda Vermelha do programa Minas Consciente. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (11) e ignorou o avanço da pandemia de covid-19 na cidade. Itajubá registrou 159 óbitos e 4.693 registros da doença. A decisão vale até a sexta-feira da semana que vem (19).

A medida foi anunciada, apesar de a cidade estar à beira do colapso na saúde. O município tem 93% dos leitos de UTI ocupados nos dois hospitais da cidade. Além disso, a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria está em 96%. Mesmo assim, a prefeitura ignorou a possibilidade de rebaixar a cidade para a fase mais restritiva do programa, a Onda Roxa.  

Itajubá ainda segue sob as normas do decreto publicado pelo prefeito Christian Gonçalves (DEM) no início do mês. As regras são, inclusive, semelhantes às da Onda Roxa, que prevê regras mais rígidas de flexibilização do comércio e serviços. 

Segundo a prefeitura, continua proibida a circulação de pessoas e o funcionamento de estabelecimentos não essenciais entre 20h e 5h. 

Além disso, os hotéis podem hospedar com apenas 50% da capacidade e o distanciamento entre pessoas fica restrito a três metros e 10m² por cliente. Não são permitidos eventos com mais de 30 pessoas. 

De acordo com a prefeitura, parques infantis públicos e privados não poderão abrir durante todo o dia e o acesso ao Parque Municipal será fechado durante a noite. O uso de máscara e álcool em gel continua sendo obrigatório. 

Conforme o decreto, idosos poderão utilizar o transporte coletivo apenas entre 10h e 15h. Fora desse horário, não poderão embarcar nos veículos. A medida publicada pelo prefeito tem validade até 15 de março.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias