Sexta, 25 de Junho de 2021 04:54
Política Itajubá

Após pressão de parlamentares, prefeitura exonera ex-secretário preso por corrupção

Ex-secretário foi preso durante operação da Polícia Civil

20/05/2021 13h05 Atualizada há 1 mês
165
Por: Redação
Prefeitura de Itajubá decide demitir ex-secretário de Defesa Social preso por suspeita de corrupção (Foto: Divulgação)
Prefeitura de Itajubá decide demitir ex-secretário de Defesa Social preso por suspeita de corrupção (Foto: Divulgação)

O prefeito Christian Gonçalves (DEM) decidiu exonerar o ex-secretário de Defesa Social e diretor de gestão da prefeitura de Itajubá, Wilson Everton Ferreira de Farias, preso em abril por suspeita de negociar propina em troca de cancelamento de multas. 

A demissão acontece após pressão de parlamentares da oposição, que questionaram a abertura de um processo administrativo contra o ex-servidor, que segue detido. Por ser funcionário comissionado, os vereadores defendiam que ele poderia ser demitido sem a abertura de sindicância. 

O ex-secretário da gestão de Rodrigo Riera (MDB) foi preso em abril, durante a operação Sentido Obrigatório, da Polícia Civil, que cumpriu 16 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária nas cidades de Itajubá, Maria da Fé e Belo Horizonte.

A operação da Polícia Civil realizada em abril também investiga crimes de corrupção ativa e passiva para a compra da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Segundo a Polícia Civil, entre os presos estão dois proprietários de autoescolas, um de Itajubá e outro de Belo Horizonte, e um instrutor. 

Alguns dos responsáveis pela venda de habilitações na cidade foram integrantes da Junta Administrativa de Recursos de Infrações de Itajubá (JARI). Eles negociariam a baixa de multas mediante pagamento de dinheiro. Na investigação, foi identificado o envolvimento do ex-secretário de Defesa Social de Itajubá.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias