Sexta, 25 de Junho de 2021 04:23
Geral Pandemia

Força-tarefa da SES-MG visita Itajubá para averiguar caos na saúde do município

Dentre os motivos da visitação, estão a falta de leitos de UTI

29/05/2021 19h27 Atualizada há 4 semanas
242
Por: Redação
Força-tarefa da SES-MG visita Itajubá para traçar plano de ações na pandemia (Foto: Divulgação)
Força-tarefa da SES-MG visita Itajubá para traçar plano de ações na pandemia (Foto: Divulgação)

Uma força-tarefa da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) esteve na manhã desta sexta-feira (28) em Itajubá com o objetivo de avaliar a situação da saúde no município diante da pandemia de covid-19.

A visita acontece no momento em que a cidade atinge, pela terceira vez, em duas semanas, 100% de ocupação nos leitos de UTI nos hospitais da cidade. Itajubá também é a cidade do Sul de Minas com mais óbitos pelo coronavírus. 

A equipe, composta por técnicos da Superintendência de Redes de Atenção à Saúde do Governo do Estado, visitou o Hospital de Clínicas e a Santa Casa de Misericórdia. O grupo também passou pela prefeitura, onde se encontrou com representantes da saúde no município e o prefeito Christian Gonçalves (DEM).

Por meio da visita, a equipe tenta adotar medidas emergenciais por causa do aumento de internações de pacientes com covid-19 e a indisponibilidade de leitos na região. A iniciativa quer ainda intensificar o plano de ação e preparar o sistema de saúde em uma possível terceira onda do novo coronavírus. 

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (27), o secretário de Saúde do Estado, Fabio Baccheretti, afirmou que o Sul de Minas é uma das regiões mais preocupantes da pandemia. A fila de leitos de UTI subiu de 208 para 269 na região, alta de 29,3% em uma semana.

Entre as medidas adotadas pelo governo de Minas para aliviar um colapso no Sistema de Saúde, está a transferência de pacientes para outras cidades. “Teve, nos últimos dias, aumento importante de pessoas esperando leito de terapia intensiva”, disse. 

Baccheretti afirmou ainda que já foram feitas transferências de pessoas internadas do Sul de Minas para a macrorregião de Juiz de Fora, devido à falta de vagas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias